Entrevista – Adriana Lacerda

 

adriana lacerdaO post de hoje é uma entrevista com a psicóloga do esporte Adriana Lacerda,  atualmente da Confederação Brasileira de Judô e da Confederação Brasileira de Nado Sincronizado. Além de experiência profissional com outras modalidades esportivas, como o futebol e como docente em universidad

Adriana Lacerda é psicóloga especializada em Psicologia Aplicada ao Esporte de Alto Rendimento. Mestre em Ciência da Motricidade Humana. Formação em Teoria Cognitivo-Comportamental. Atualmente, psicóloga da Confederação Brasileira de Judô e psicóloga da Seleção Brasileira Sênior de Nado Sincronizado. Também, é Docente e Supervisora  de Serviço de Psicologia Aplicada em Psicologia e Esporte na Universidade Veiga de Almeida.

Blog – comente sobre sua trajetoria e atuação profissional?

Adriana: Eu sempre gostei de esportes (sou ex-atleta) e de ajudar as pessoas. Resolvi cursar Psicologia (PUC-RJ) e, no último período, tive conhecimento da área da Psicologia Esportiva através de um curso que fiz em Porto Alegre. Um amigo que trabalhava na natação do Clube de Regatas do Flamengo me avisou sobre um processo seletivo no futebol de campo de lá. Fiz entrevista com o Paulo Ribeiro (supervisor do Serviço na época) e fui aprovada. Fiquei 1 ano como estagiária nas categorias de base do futebol de campo e ao me formar fui contratada. Passei por todas as categorias e por lá permaneci por 13 anos saindo em 2011. Em 2004 comecei a trabalhar também com a Confederação Brasileira de Judô e lá estou até hoje responsável, juntamente com a psicóloga Luciana Castelo Branco, pelo Serviço de Psicologia e Neurociências. Em 2008 fui convidada para trabalhar com a Seleção Brasileira Sênior de Nado Sincronizado onde também estou até hoje. Na área acadêmica em 2002 fiz uma especialização em Psicologia Aplicada ao Esporte de Alto Rendimento (Universidade Veiga Almeida-RJ), em 2004 Mestrado em Ciência da Motricidade Humana (Universidade Castelo Branco -RJ) e em 2012 Formação em Cognitivo-Comportamental ( Centro de Psicologia Aplicada e Formação-RJ). Em 2012 comecei a dar aulas de Psicologia e Esporte e supervisionar o estágio do SPA na Universidade Veiga de Almeida.

Blog- Comente conosco sobre sua atuação junto com a confederação brasileira de  judô. Como você realiza o trabalho junto com os atletas e comissão técnica?

Adriana: Eu e a psicóloga Luciana Castelo Branco acompanhamos os atletas das equipes feminina e masculina em momentos pré-competitivos, competitivos e pós competitivos. Realizamos a preparação psicológica deles voltada ao alto rendimento. São aplicados instrumentos de avaliação psicológica (testes, questionários, inventários e autoinformes). A troca com os demais membros da comissão técnica é constante. Eventualmente faz-se necessária também intervenção institucional.

Blog – Você também possui grande experiencia com o futebol no Flamengo. Como desenvolvia seu trabalho por lá? Nos conte sobre a sua experiencia com o futebol?

Adriana: Nos últimos anos de clube eu acompanhava diretamente e categoria júnior de futebol de campo e fazia parte da comissão técnica. Também era responsável e supervisionava o trabalho dos estagiários que compunham as demais equipes. Como cada categoria tem uma demanda específica, o foco da minha categoria era trabalhar as questões que envolviam o processo de profissionalização dos atletas. De acordo com a demanda também eram realizadas dinâmicas de grupo (estabelecimento de metas, coesão de grupo, mediação, resolução de problemas,) e atendimentos individuais.

Blog – Existe grandes diferenças trabalhando com modalidades individuais e coletivas?

Adriana: Não existem grandes diferenças na medida em que, mesmo trabalhando com grupos, é necessário conhecer os atletas individualmente.

Blog – Você também possui experiencia como docente em universidades. Na sua opinião o que falta para a Psicologia do Esporte deixar de ser uma área emergente?

Adriana: O que falta é um conhecimento maior sobre a área por parte das pessoas que estão a frente dos esportes (dirigentes, treinadores etc). Falta ao psicólogo desmistificar a ideia de muitos de que psicólogo é para “maluco”. Falta o psicólogo se especializar para atender a especificidade do esporte e ocupar uma lacuna que existe nas equipes no que diz respeito a preparação psicológica.

Blog – Com relação a sua atuação com nado sincronizado. Suas intervenções  são sempre realizadas com a dupla ou individualmente? Há momentos em que é necessário separa-las? Como realizava o seu trabalho?

nado sincronizada - adriana lacerdaAdriana: No nado sincronizado eu atuo tanto com a equipe como com o dueto. Como mencionado anteriormente, mesmo trabalhando com duplas e/ou equipes realizo atendimentos individuais. Nessa modalidade, especificamente, a sintonia entre as atletas é super importante para uma melhor sincronização. Trabalho muito a questão das metas competitivas (de treino e de competição) e, por ser um esporte extremamente desgastante procuro sempre monitorar os estados emocionais de cada atleta.

Blog –  Em sua experiencia profissional já atuou com vários estilos de técnicos, treinadores e comissões técnicas. Que conselhos daria aos os colegas para que a atuação do psicologo do esporte possa ser efetiva dentro de equipes multidisciplinares e com lideranças distintas?

Adriana: Hoje, fundamentalmente, vejo como prioritária a capacidade de argumentação do psicólogo com os demais membros (que vem através de uma formação adequada). A Psicologia Esportiva é mais um campo presente nas Ciências do Esporte (assim como a preparação física, nutrição, fisioterapia, medicina, etc). O psicólogo tem que ser um conhecedor dessas áreas e da especificidade do esporte no qual atua. Importante também tornar o trabalho mais concreto e objetivo possível (através da mensuração das valências psicológicas e do feedback para análises comparativas).

Blog – Suas dicas sobre cursos, sites ou afins que ache interessante aos leitores do blog.

Adriana: Curso de formação em Psicologia do Esporte pelo CEPPE (vários estados). www.ceppe.com.br

Site de Psicologia do Clube de Regatas Flamengo http://psicologiaflamengo.blogspot.com.br

Site da Confederação Brasileira de Judô http://www.cbj.com.br

Livro: “PSICOLOGIA DO ESPORTE: atleta e ser humano em ação” – confira a nova obra em Psicologia do Esporte do professor João Ricardo Cozac através do link:

http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=42147666

meu email para contato é adrianalacerdafla@yahoo.com.br

***

Abraços.

Até!!!

Gostou? Insira o seu email para receber as atualizações do blog!

No spam guarantee.

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

1 pensou em “Entrevista – Adriana Lacerda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *