Psicologia do Esporte: suas áreas de atuação

Áreas de atuação

As áreas de atuação da Psicologia do Esporte são: no esporte de alto rendimento, nas práticas de tempo livre, nos projetos sociais, na iniciação esportiva e  na reabilitação.

Esporte de rendimento.

Psicologia do Esporte: suas áreas de atuaçãoA Psicologia do Esporte nos esportes de rendimento com certeza é a área mais divulgada e conhecida, tanto do ponto de vista acadêmico, quanto do ponto de vista prático.

O trabalho desenvolvido pelo psicólogo nessa área pode contribuir para atletas, técnicos, demais integrantes da comissão técnica e para os dirigentes esportivos.

 As estratégias utilizadas visam o desenvolvimento da performance atlética em modalidades individuais e também nos esportes coletivos, como por exemplo:  na redução de ansiedade e estresse,  no autocontrole, na melhora da autoconfiança, na intensificação da concentração, no treinamento de atenção, na motivação, entre outros aspectos.  Nos esportes coletivos, além dos exemplos citados, podemos trabalhar no desenvolvimento do grupo, na coesão da equipe, na solução de conflitos, na transição na/da carreira,  no uso eficaz do tempo de treinamento e descanso, na transferência de desempenho dos treinos para as competições, entre outros.

Práticas de tempo livre.

Psicologia do Esporte: suas áreas de atuaçãoO papel do psicólogo do esporte nesse contexto visa, auxiliar as pessoas que fazem exercícios físicos buscando melhorar a qualidade de vida até as pessoas que competem de maneira amadora.

O objetivo da psicologia do esporte nesse contexto é de promoção e prevenção da saúde facilitanto os processos de adesão e aderência as atividades físicas, seja, em um indíviduo que inicia uma aula numa academia, parque, clube ou assessoria esportiva até o executivo que nas horas vagas pratica triatlon como uma equipe, por exemplo.

Esse é o maior “nicho” de trabalho do psicólogo do esporte, é onde há maior demanda de pessoas e pouca intervenção  prática e acadêmica.

Projeto social.

Psicologia do Esporte: suas áreas de atuaçãoNesse contexto o psicólogo do esporte visa trabalhar a prática de esporte para o desenvolvimento humano e para o complemento da educação.

Tem como objetivo promover a inclusão social através de estrategias pedagógicas que pretendem desenvolver o lazer e a aquisição de hábitos e práticas esportivas saudáveis que possam ser incorporadas em sua formação como cidadão.

É uma das áreas em que o psicólogo do esporte têm se inserido no mercado de trabalho, já que muitas iniciativas do terceiro setor  e de ongs estão sendo criadas com o foco voltado para a educação pelo esporte.

Iniciação esportiva.

Psicologia do Esporte: suas áreas de atuaçãoConsiste em auxiliar juntamente com outros profissionais no desenvolvimento de métodos  adequados para crianças e jovens que iniciam nas atividades físicas e esportivas em clubes ou instituições, respeitando sua fase de desenvolvimento físico e psicológico.

Esporte escolar.

Ainda pouco desenvolvido no Brasil, visa colaborar com as instituições escolares em todas as suas etapas, desde a ensino básico até o ensino superior. Sendo, em nível competitivo, recreativo e lúdico.

Reabilitação.

Psicologia do Esporte: suas áreas de atuaçãoA Psicologia do Esporte na reabilitação possui duas frentes de intervenções. A primeira visa reabilitar o atleta ou o praticante de esporte lesionado. Geralmente a lesão não traz consigo somente sofrimento e dor física, possui um componente emocional e psicológico de grande repercussão. O trabalho é em equipe com médicos e fisioterapeutas para amenizar o sofrimento emocional e suas possíveis consequencias psicológicas.

O segundo tipo de intervenção consiste na reabitação atráves do esporte, ou seja, desde auxiliar na reintegração social e inclusão de deficientes fisicos e mentais em programas de praticas esportivas exaltando seu efeito terapêutico e lúdico, até trabalhar com pessoas que necessitam da atividade física como prescrição médica para promoção e prevenção da saúde e para melhorar o estilo de vida. Nesse grupo temos os obesos, os cardíopatas, os diabéticos entre outros.

Referências:

Da Psicologia do Esporte que temos à Psicologia do Esporte que queremos, Rubio, K. Revista Brasileira de Psicologia do Esporte, 2007.

Fundamentos da Psicologia do Esporte e Exercício; Weinberg, Robert e Gould, Daniel; Artmed; 2001.

Importância da psicologia no processo de treinamento esportivo para o atleta; Gomes, Coimbra, Bara, Miranda e Garcia – Revista Digital EfDeportes – www.efdeportes.com

Gostou? Insira o seu email para receber as atualizações do blog!

No spam guarantee.

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

5 thoughts to “Psicologia do Esporte: suas áreas de atuação”

  1. Com quem deste site eu posso falar para tirar mais dúvidas?
    Sou estudante de psicologia e estou fazendo um trabalho sobre psicologia do esporte voltado para crianças e adolescentes.

    Aguardo retorno com urgência.
    Att.,
    Neilde Souza

  2. muito bom o artigo porem gostaria de saber algumas dicas de algumas dinâmicas que pode ser utilizada para atletas profissionais e de base para um bom rendimento no processo de todo treino técnico de futebol. sou psicologa de um clube e este é meu primeiro trabalho nessa área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *