Roger e Serena

Como descrever trajetórias esportivas de dois tenistas que nesse final de semana entram para o história do esporte? Tarefa difícil!

No sábado Serena Wilians venceu sua irmã, Venus, e conquistou o Austrália Open  e o seu vigésimo terceiro título de Grand Slam,  sem perder um único set durante o torneio. No domingo foi a vez de Roger Federer vencer Rafael Nadal, um dos seus maiores rivais e  conquistar pela decima oitava vez um torneio de Grand Slam.

Esses atletas são ídolos esportivos incontestáveis no cenário mundial. Serena com os 23 títulos de Major supera o empate com Steffi Graf como maior campeã de Slams na era moderna e fica a apenas uma conquista de igualar o recorde histórico de 24 que pertence a Margaret Court, que batiza uma das quadras do Melbourne Park. Foram 7 vitórias em Australian Open e Wimbledon, 6 em US Open e 3 de Roland Garros.

Há 5 anos Federer não conquistava um título de Grand Slam, a última vez foi em 2012. Ele venceu 7 vezes em Wimbledon, 5 no US Open, 5 no Austrália Open e uma vez em Rolland Garros. Em uma disputa de altíssimo nível o suíço de 35 anos batalhou com um jovem tenista vencendo por 3 sets a 2 . Foram seis meses sem jogar e Federer ganha seu 18* Grand Slam vencendo Nadal, Warwrinka, Nishikori e Berdych, precisou derrotar quatro jogadores de nível top 10, três deles no quinto set. Incontestável e surpreendente. Em compensação, Nadal mostrou a força mental de sempre, jamais se entregando. Federer viu do outro lado o seu único algoz inquestionável. Rafael Nadal possui vantagem em todas as estatísticas contra Federer. Antes da final, 34 partidas entre os dois, com 23 triunfos de Nadal. Onze finais de Grand Slams, com nove vitórias de Nadal, tendo vencido as seis últimas. Federer só é Federer por sua rivalidade com Nadal e vice versa.

O que podemos aprender com a vitória desses excelentes atletas e ‘veteranos’, caminhando para o final de suas carreiras esportivas? Principalmente, continuar perseverando, trabalhando arduamente e mantendo a confiança em nossas capacidades. A experiência na carreira trás sabedoria e autoconhecimento que nos falta na juventude.

Ao final da partida, Roger Federer, fez a seguinte declaração:

“Tênis é um esporte duro, não existe empate, mas se existisse, eu ficaria feliz em dividir o título com Rafa hoje…Continue jogando, Rafa, por favor. O tênis precisa de você. Continue fazendo tudo o que você faz”.

Certamente, os grandes adversários tiram de nós o que temos de melhor. Acima de tudo esses grandes atletas se respeitam, se admiram e reconhecem que não precisam ser inimigos para serem rivais. Demonstram que o fair-play é essencial no esporte e na vida. Atitudes como essas tem muito a nos ensinar, principalmente, no convívio social e na tolerância com as pessoas. Valores em falta em nossa sociedade.

Federer se consolida (para muitos) como o maior tenista de todos os tempos, e as chances de Serena também se tornar a maior entre as mulheres são bem plausíveis. É quase inacreditável vermos que Serena continua a jogar em alto nível 17 anos depois de conquistar seu primeiro US Open, em 1999. Sua agressividade, força e lucidez são alguns de seus principais atributos. Todos os degraus que ela ultrapassou durante a sua carreira, nos mostra que ela é uma mulher muito especial, com coragem e altivez para enfrentar os piores inimigos dentro e fora de quadra como: o racismo, a intolerância, o sexismo, o preconceito, a desconfiança, etc.

Privilegio dos amantes do esporte poder num final de semana assistir dois vencedores em suas modalidades desafiando a si mesmos e ao tempo. O ano está apenas no final de seu primeiro mês, teremos muitos outros eventos e quem sabe, momentos inesquecíveis como esses durante 2017.

Referencias:

http://www.lanacion.com.ar/1980001-abierto-de-australia-2017-roger-federer-rafael-nadal-la-final

: http://revistatenis.uol.com.br/artigo/federer-de-mito-lenda_14278.html#ixzz4XAgaXAgE

Maior vencedora de Grand Slam: veja outras 9 marcas incríveis de Serena Williams

http://espn.uol.com.br/noticia/666484_se-existisse-empate-ficaria-feliz-em-dividir-o-titulo-com-nadal-diz-federer?utm_content=buffer46a64&utm_medium=social&utm_source=twitter.com&utm_campaign=buffer

***
Abraços …
Até !!!

Gostou? Insira o seu email para receber as atualizações do blog!

No spam guarantee.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *