Arquivo da tag: entrevistas

Série de entrevistas com profissionais que atuam em diferentes àreas da Psicologia do Esporte.

Entrevista – Núcleo Score

Dando continuidade as entrevistas com profissionais que fazem a psicologia do esporte no país, o blog conversou dessa vez com um grupo de psicólogos do esporte que compõem o Núcleo Score*

Continue lendo

Entrevista – Rubens Costa

Dando continuidade a série de entrevistas, “Quem faz a Psicologia do Esporte?” O blog conversou com o colega e especialista em lutas, Rubens Costa. Confira!!!

***

“a resistência que tenho constatado relativa ao trabalho da área da psicologia do esporte se dá por parte de treinadores esportivos jurássicos amedrontados com a perda do poder e espaço, que se acham super poderosos acreditando que sozinhos podem ter a solução para todos os problemas” 

Blog – Conte-nos sobre sua formação profissional.

 Rubens: Cursei Administração de Empresas, em seguida Psicologia e por fim fiz 2 anos de Mestrado em Psicologia Social, tudo isto nos anos 70 e 80.

 Blog – Quanto tempo atua na psicologia do esporte?

 Rubens: Nos últimos 12 anos tenho trabalhado na área da Psicologia do Esporte especificamente com   lutas como  Boxe, MMA (Artes Marciais Mistas), Muay thai, Kick Boxing e Luta Olímpica, atendendo treinadores e atletas amadores e profissionais de alto rendimento esportivo.

Continue lendo

Entrevista – Marta Ap. Magalhães de Sousa

Dando continuidade a série de entrevista (Quem faz a Psicologia do Esporte?), o blog teve a oportunidade de conversar com *Marta Aparecida Magalhães de Sousa, psicóloga do esporte da arbitragem da CBF. É importante salientar que a psicologia do esporte pode contribuir para os outros agentes envolvidos com a competição. A arbitragem é um elemento primordial para tal e carece de intervenção especializada.

***

 

Blog – Qual a sua formação profissional.

Marta: Sou formada em Psicologia, fiz algumas especializações: na área Clínica em Gestalt-Terapia no Instituto Sedes Sapientiae, nessa mesma instituição fiz a especialização em Psicologia do Esporte. Na área escolar fiz especialização no Instituito Pieron em Psicologia Escolar, orientação educacional e vocacional.

 

Blog – Comente sua trajetória no trabalho como psicóloga do esporte da arbitragem. Em quais instituições trabalha?

 

Marta: O Trabalho como Psicóloga do Esporte, iniciou no Sindicato dos Árbitros do Estado de São Paulo em 2004, em 2005 avançou com a Ginástica Artística no Ginásio Bonifácio na Cidade de Guarulhos, em 2007 iniciamos junto aos árbitros da Comissão Nacional da Arbitragem (CBF), trabalho processual junto ao quadro de árbitros e árbitros assistentes de todo o Brasil.

Continue lendo

Entrevista – Márcia Pilla do Vale.

Dando continuidade a sessão do blog: Quem faz a Psicologia do Esporte? Tive o prazer de conversar com Márcia Pilla do Vale. Confira abaixo, um pouco da experiência e das idéias da colega.

***

Blog:  Comente sobre sua formação?
Márcia: Na época em que fiz a graduação não se falava em Psicologia do Esporte. A partir da necessidade prática, quando comecei a trabalhar na área, fui atrás de conhecimento técnico. Busquei cursos de extensão, entrei no Mestrado e me aperfeiçoei. Inicialmente, era complicado até de conseguir livros e artigos específicos da área. Nos reuníamos em grupos de estudos para estudar e discutir a partir da experiência de cada um.

Blog: Como e quando iniciou na psicologia do esporte?
 Márcia: Trabalhava numa escola que fica dentro de um clube poliesportivo. Me interessei pela Psicologia do Esporte a partir da observação dos ambientes de treinamento. Comecei o trabalho com a equipe de Ginástica Artística e posteriormente ampliamos para Esgrima, Natação, Ginástica Rítma, Vôlei e Basquete. Fiz Mestrado e busquei me aperfeiçoar na área. Penso que o psicólogo é fundamental não só trabalhando junto aos atletas como com a equipe técnica.

Continue lendo