Arquivo da tag: Projeto Social e Psicologia do Esporte

Da comunidade Paraisópolis para Itália.

No início do mês passado, entre os dias 01 e 11 de Maio, profissionais do Instituto Rugby para Todos (diretores, psicólogo do esporte, monitor e monitor auxiliar) estiveram na Itália para um intercâmbio esportivo.

A história se iniciou por intermédio do jornalista  italiano, Elvis Lucchesi que há aproximadamente 3 anos veio a São Paulo profissionalmente e conheceu nosso trabalho e as atividades do Instituto Rugby para Todos. Desse encontro surgiu uma matéria para a revista italiana Rugby Club do qual é um dos jornalistas.

Continue lendo

Rugby para Todos em matéria do jornal Marca.

 O Jornal esportivo Marca Brasil fez matéria especial sobre o Instituto Rugby para Todos.

Para quem não conhece o projeto vale a pena ler a matéria. Confiram nos links abaixo:

Pág. 2 – 03/01/2011 pdf 1

Pág. 3 – 03/01/2011 pdf 2

Pág. 14 – 04/01/2011 pdf 3

Pág. 15 – 04/01/2011 pdf 4

Site Jornal Marca Brasil, no link ao lado: http://marcacampeao.terra.com.br/

Abraços.

Até !!!

Um pouco mais sobre a Psicologia do Esporte no projeto social

Ultimamente têm surgido novas iniciativas de projetos sociais que envolvem o esporte. Isso mostra de certa maneira o interesse de empresas, de instituições, organizações do terceiro setor, nesse novo “nicho de mercado”. O bordão e o senso comum é que o esporte educa, disciplina e forma pessoas. Será? Utilizar o potencial educativo do esporte não é tarefa simples, ao contrário, necessita da contribuição de diferentes áreas de atuação e não deve ficar restrita somente a Educação Física e ao Esporte. É necessário ser ampliada para outras disciplinas como, a Psicologia, a Pedagogia, a Sociologia, a Assistênica Social. Para possibilitar trabalhar o potencial humano de maneira integral e interdisciplinar.

Chegar com algumas bolas numa comunidade carente, selecionar algumas crianças e começar a jogar, qualquer que seja a modalidade. Não é sinônimo de educação pelo esporte.

De acordo com Silvestre e Marques (2007), ao realizar a mediação da relação destes indivíduos com os outros e com a sociedade em que estão inseridos, por intermédio da prática esportiva, os profissionais envolvidos devem ter claro que estarão contribuindo para o desenvolvimento global destes indivíduos em todos os aspectos: social, ao trabalhar as relações interpessoais; cognitivo, ao pensar nas assimilações e exigências feitas por uma orientação; motor, quando trabalha as habilidades específicas da prática; psicológicos, ao considerar as possíveis repercussões de uma prática inadequada, com os sucessos e fracassos experienciados frente à realização de determinada tarefa.esporte. Muitos projetos, as vezes, com boas intenções pecam na metodologia adequada e na falta de recursos, desde humanos, passando pelos financeiros e certamente científicos. Continue lendo